terça-feira, 12 de julho de 2011

O outro eu

Gostaria de te encontrar hoje meu amigo.
Conversar contigo sobre os sonhos que então tinhas. Seriam mesmo sonhos ou frustrações de tempos difíceis?
Lembras-te de como querias mudar o mundo? Agora vistas as coisas à distância, não será que o mundo te mudou a ti?
Tenho saudades da tua pureza e ingenuidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário