domingo, 18 de dezembro de 2011

Senhora das tempestades

Adicionar legenda




«Escreverei para ti o poema mais triste
Senhora dos cabelos de alga onde se escondem as divindades
quando me tocas há um país que não existe
e um anjo poisa-me nos ombros Senhora das Tempestades»
Manuel Alegre

Sem comentários:

Enviar um comentário